segunda-feira, 2 de março de 2020

Atualização Patrimonial: R$ 477.982

Fala pessoal!

Alguém aí aproveitou a black friday das ações na última sexta feira? Nos últimos meses vinha reservando uma conta poupança justamente pra essas ocasiões, que SEMPRE acontecem nos mercados financeiros. Recomendo a todos formarem essa conta de reserva com liquidez imediata. Na sexta feira, aportei algo em torno de 34 mil no mercado de ações, comprando novas ações e aumentando posição em outras. A única ação que não comprei foi a vale, por motivos pessoais: Odeio essa empresa!

Crises sempre existiram e vão continuar a existir por motivos de guerras, epidemias e/ou por intervenção de grupos econômicos que espalham o fim do mundo, justamente para que possam aproveitar as bagatelas que são oferecidas por sardinhas aos verdadeiros tubarões. Nesta ocasião, não gostei do que o investidor Warren Buffet disse para não comprar nem vender nada nesses momentos. Prefiro os conselhos de Luis Barsi que, sem mostrar nenhuma reserva ou segredo, falou honestamente que foi às compras com força.

Minha rentabilidade mensal ficou negativa, como a de muitos da comunidade, mas quer saber, queria que caísse mais. Nessa horas é que devemos aplicar aquela velha máxima tão esquecida nos dias atuais: Em momentos de euforia, quando tudo está subindo, tenha receio, e nos momentos de depressão geral, tenha ousadia! Outra: Compra a balde (ou com a pá) e venda ao som dos violinos (ou seja, aos poucos). 

Essa estratégia é mais velha que minha avó, mas tem muita sardinha por aí que continua a acessar o site do INFOMONEY e ler notícia para comprar ou vender uma ação. Compram no topo e vendem no fundo, e depois reclamam da bolsa, como reclamamos de jogos de azar. Não entendem e nem querem estudar as estratégias. Preferem investir em Fundos de ações, que no final das contas, estarão comprando as ações a qualquer preço sem nenhum critério. Porra, melhor comorar um ETF caso vc não se interesse em adm sua própria carteira de ações. Para de dar dinheiros pra gestores de fundos que não fazem nada, apenas são macacos treinados a comprar e vender aleatoriamente. Dito isso, vamos aos números.

Rentabilidade mensal: - 0,54%
Aumentou patrimonial: +0,4% ou +10.493
Aporte do mês: 13 mil

Obs: Aportei alto esse mês em decorrência de um auxílio que nós militares recebemos a cada três anos. Chama-se auxílio fardamento. Ele é um valor que corresponde a um soldo mensal, ou seja, uma parte da remuneração total. É o que equivalente ao auxílio palitó (nem sei se isso existe mais) que os civis recebem. É uma ajuda que o governo nos dá pra estar com a farda sempre impecável. Fico puto quando vejo militares com a farda desbotando ou mal cuidada. Como eu sempre acabo comprando roupas de trabalho todo ano, não precisei utilizar esse valor e foi todo convertido em aporte.

É isso! Abraços pessoal.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

A falácia da frase: venda seu carro e ande de Uber

Olá colegas!

Tenho notado a proliferação de textos em blogs contabilizando os inúmeros gastos que um carro demanda, que é um sugador de dinheiro, que carro é passivo bla bla bla. Até aí nenhuma novidade. Todos nós sabemos dessa realidade e quem compra um carro faz (ou deveria fazer) uma lista de vantagens e desvantagens que um carro proporciona. O que me deixa perplexo é a quantidade de textos que simplesmente induzem seus leitores a vender seus carros e passar a contar apenas com a disposição de tecnologias de compartilhamento e aluguéis de veículos, sem considerar a realidade dos fatos (e dos números!).

Será que alguém aí já colocou na planilha todos os custos de manter um carro e comparou com os gastos ao depender somente transporte público e de aplicativos pra se locomover ? Não ?
Bom eu fiz ! E demonstro aqui nas tabelas abaixo.

Pra início de conversa, em qualquer simulação, devemos introduzir dados de entrada. E como eu escolho esses dados de entrada? simplesmente arbitrando o padrão médio de consumo de uma classe social. Escolhi o padrão médio de consumo de uma população que trabalha e ganha 2 salários mínimos per capita, ou seja,  o homem e a mulher trabalham e ganham no total 4 mil. Esse casal vai pro trabalho todos os dias de carro (um populixo) nesse trajeto. Viajam pelo menos um fim de semana por mês para uma cidade próxima (uns 100 km) pra visitar um parente qualquer.

Obviamente que esse mesmo casal também usa o carro pelo menos uma vez por fim de semana (sábado ou domingo) pra jantar fora. Não sei se esse é o padrão de consumo da classe média brasileira, que tem uma renda líquida mensal de uns 4 mil reais. Precisei arbitrar um padrão de consumo para uma determinada faixa de renda mensal. Se o seu caso for diferente, é só colocar os seus dados de entrada numa tabela simples mesmo e comparar, como eu faço aqui.

Seguindo em frente, esse casal lê o texto na internet e resolve fazer as contas pra saber se vale a pena vender seu "passivo" e passar a andar somente de transporte público e Uber (ou correndo risco de vida no 99).

Primeiro eles fizeram uma lista das despesas que seu carro gera. A tabela abaixo apresenta os gastos anuais que um carro do tipo populixo seminovo (2015 em diante).

Atenção, os dados são uma média e obviamente irão variar em cada tipo de carro e outros fatores p/cálculo do seguro.
Obs 1.: Padrão de consumo - esse casal mora 15 km de distância do trabalho e usa o carro pelo menos um dia do fim de semana pra passear e pelo menos uma vez por mês pra viajar a uma cidade distante 100 km. 
Obs 2.: Custo de oportunidade anual = taxa selic
Obs 3.: Depreciação do veículo = 2000 reais por ano

Agora eles calcularam o valor gasto com transporte público e aplicativos. Aqui um parêntese: há muita variação de preços de cidade pra cidade, tornando a tarefa de calcular a média um pouco distorcida. Aqui no Rio de Janeiro, percorrer a distância de 15 km, dá um gasto médio de uns 20-25 reais a corrida em aplicativos.

Vamos colocar na planilha o maior valor, 25 reais (sempre o pior cenário). As despesas com aluguel de carro pra viajarem uma vez por mês dá um valor médio de 300 reais (sábado e domingo). Ainda terão despesas com combustível para abastecer o carro alugado, uns 300 reais de combustível pra irem e voltarem e passearem de carro na cidade que forem visitar. E, por fim, vem os gastos com transporte público: Aqui, também há muita variação de cidade para cidade. Eu fiz os cálculos considerando a passagem de ônibus a R$ 4,05. As despesas estão abaixo. Reparem que eu abati as despesas totais pelo juros do valor do carro que foi aplicado no tesouro selic. Os valores são também anuais:

Conclusão: Para economizar pouco mais de 1 mil reais por ano, vc perde o conforto e a praticidade de possuir um carro na garagem à disposição. Isso pra mim não é ser frugal, não é ser econômico, é ser mesquinho mesmo!! Há uma linha bem tênue entre ser frugal e ser pão duro sem noção. É preciso ter bom senso pra distinguir se a economia gerada com uma contenção de despesas é mesmo necessária e proporciona benefícios, não só financeiros, mas principalmente á sua saúde física e mental.

Imagina vc frequentemente perdendo a paciência pq o motorista está demorando e vc vai perder um compromisso...


...Ou então enfrentando essa guerra todo dia para economizar míseros 1 mil reais por ano!

Valeu pessoal!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

2 anos de Blog e Atualização Patrimonial

Fala pessoal,


Hoje, faz dois anos que relato pra vocês minha jornada em busca da independência financeira. E como o tempo passa rápido! Espero que passe rápido pra me aposentar e largar esse mundo cão de ter que ir todo dia pro trabalho, aguentar desaforo e voltar estressado pra casa. Pena que até lá, boa parte da minha juventude (e saúde) terão ido embora. Fazer o quê? São as regras do jogo.

Pre quem ainda não me conhece ou está chegando agora vou fazer uma breve apresentação pessoal: Atendo pela alcunha de Hank investidor (mantenho o anonimato). Sou Capitão-Tenente da Marinha do Brasil , militar há quase 10 anos, aprovado no concurso no início dessa década, formado em engenharia mecânica, mestre na mesma área, Especialista em segurança do trabalho. 

Após concluir minha graduação, a área da engenharia estava bombando no Rio, principalmente no setor de óleo e gás, mas como não me interessava, acabei focando nos concursos da minha área e me tornei um verdadeiro concurseiro. Fui aprovado em algumas empresas como a Petrobras, Eletronuclear, IBGE, Casa da Moeda, Infraero e Marinha. Optei por esta última, por ser um antigo sonho, de me tornar militar. Esse sonho eu guardei porque anos atrás, com 15 anos, ainda no ensino fundamental, prestei concurso pra ingressar nas escolas de formação da Marinha (colégio naval) e Aeronáutica (Epcar) mas tomei bomba e fui reprovado em ambos por não ter desenvolvido psicológico e me preparado com material de apoio as disciplinas de forma correta. Mas não só de vitórias é feito a vida de um concurseiro, aliás são muitas derrotas: Fui reprovado  também no IME, Transpetro, BR distribuidora (essa eu fiquei por 3 vagas!!).

Pra você me conhecer melhor, saiba que, apesar de carioca e amar a cidade onde nasci e cresci, apesar de todos problemas de violência e caos urbano, não consigo me imaginar morando em Florianópolis por exemplo, apesar de toda beleza e tudo que dizem de bom de lá. Gosto de praia e de esportes ao ar livre (principalmente tênis), música clássica, rock, MPB e bossa nova, e meu maior defeito – ou qualidade, como queiram – é ser rubro-negro, HEPTACAMPEÃO brasileiro. Umas das condições que tenho com o blog é não acessar a internet e responder comentários durante os jogos do Flamengo!

Feitas as apresentações, vamos aos números!

Atualização patrimonial: Dezembro/2019 - 462.989 (+4,6%)


Aporte = R$ 5.950

Rentabilidade mensal: + 3,21%

Rentabilidade Anual (2019): +10,89%

Mesmo a rentabilidade desse mês ter sido ótima, o resultado anual não considero satisfatório, apesar de ter metade do meu patrimônio investido em um imóvel e que o mesmo foi vendido no meio do ano passado. Mantenho essa metade do patrimônio, aplicado na poupança (uma porcaria de rentabilidade) pois me garante liquidez em caso de alguma oportunidade no mercado imobiliário. Sigo investido em FII e ações, mas com bem mais cautela tendo em vista a subida vertiginosa de muitos ativos.

É isso pessoal, até a proxima!

todos os homens, de todos os tempos, e ainda os de hoje,
dividem-se entre escravos e livres, porque quem não
dispõe de dois terços do próprio dia é um escravo,
não importa o que seja de resto: homem de Estado,
comerciante, funcionário público ou estudioso
Friedrich Nietzsche

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

O golpe da OLX

Pessoal, só uma informação rápida, tomem cuidado com esse golpe. Tem muita gente caindo nele e não é tão fácil assim identificar que é um golpe.

Funciona assim:

Vc acaba de anunciar no OLX um produto qualquer. Eles pegam o seu telefone e te ligam, IMEDIATAMENTE ou até antes do seu anúncio sair no OLX (por isso que acho que tem gente lá de dentro que está envolvido, mas não tenho certeza). Ao falar com vc, eles informam que são da OLX e por conta de muitos anúncios fakes, precisam de uma confirmação do verdadeiro dono dos anúncios. Eles enviam um código por SMS pro seu celular e pedem que vc fale o número que acabou de chegar. De posse do seu N° de celular e desse código (que na verdade é um código de entrada do WhatsApp) eles entram no seu APP e enviam pra TODOS seus contatos uma MSG pedindo dinheiro ou pra comprar algum produto na internet.

Eles podem verificar mensagens que contenham dados sigilosos (por isso que é importante não escrever a palavra e o conteúdo de senhas, cartões de crédito ou CVV no WhatsApp). Se vc caiu nesse golpe, não entre em pânico, basta enviar um e-mail pra própria WhatsApp pedindo pra bloquear suas atividades no APP ou então vc pode desinstalar o APP no celular e instalar novamente, forçando assim a saída no menu configurações de todos os dispositivos que estão logados no APP pelo seu número. Outra dica é acionar a verificação em duas etapas, esse recurso te protege de possíveis acessos por outras pessoas.

A marginalidade está cada vez mais ousada, é preciso ficar atento a todas formas de golpe ou extorsão. Ganhar dinheiro e ainda por cima, contar com a morosidade da polícia em questão de crimes virtuais está cada vez mais fácil pra esses vagabundos. Vamos ficar espertos pessoal!


segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Atualização patrimonial: Novembro/2019 - 441.980 (+3,3%)

Olá pessoal!

Uma rápida atualização:

Aporte do mês (dinheiro novo): R$ 8. 927 (Bendito 13°!)

Rendimento geral  da carteira de investimentos: + 1,26%

Aumento patrimonial em relação ao mês anterior (Rendimento da carteira + aporte ):

 +3,3% ou + R$ 14.298
    
Ótimo mês para as finanças pessoais, com a bolsa de valores subindo fortemente, o que impacta positivamente na rendimento geral da carteira. Renda fixa continua sendo um desafio escolher alguma coisa que renda um pouquinho melhor que a poupança, mas sem perder a liquidez, fundamental pra quem acredita em crises mundiais (alguém ainda duvida?) e poder ter dinheiro na mão pra aproveitar as boas oportunidades em ativos financeiros como em bens móveis e imóveis que são vendidos com bom desconto nessas épocas. 

Mês de dezembro sempre vem aquele famoso calorão aqui no RJ, mas, apesar de ser carioca e amar praia, odeio o verão. Vem muito turista pra cidade, o trânsito vira um caos, há tumulto nas ruas devido a muitas pessoas irem as compras de natal. 

No trabalho, aquela mesma rotina que massacra o ser humano, ainda mais no meio militar onde a rotina é ainda pior: fazer a barba todo dia, cortar o cabelo toda semana, vestir a mesma roupa todo dia - nossa farda, que precisa estar passada e com ótima aparência - ouvir a mesma encheção de saco todo dia... Já me disseram que era pra eu ter me acostumado a vida no quartel, mas eu não consigo me acomodar, enfim...deixa pra lá.

Na vida pessoal, não poderia estar melhor: solteiro, sem filhos, mas com uma nova namorada! sim estou namorando e gostando da companhia. Um homem não pode ficar sozinho muito tempo, corre o sério risco de ficar amargurado e/ou cair em depressão. Mas é preciso escolher a companheira: Nada de mulher maluca ou neurótica. Ou pior, que tenta te controlar. 

Desejo a todos um ótimo Natal e feliz Ano Novo!

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Atualização patrimonial: Outubro/2019 - 427.681,33 (+2,7%)

Olá nobre amigos da blogosfera!

Primeiramente gostaria de me desculpar, pois ando sumido e postando ou comentando quase nada nos blogs dos parceiros. Essa falta de tempo está acontecendo comigo porque me encontro na reta final do mestrado e como não poderia ser diferente, veio tudo ao mesmo tempo: cobranças insanas no trabalho, mudança de residência e novos projetos pessoais. Caso esse projeto pessoal se torne mais concreto no futuro, irei fazer um post explicando do que se trata.

A cobrança aumentou absurdamente no trabalho. De um mar de almirante, se tornou um mar em fúria. Ser militar não é fácil, ter que obedecer ordens de superiores, por mais absurda que possa parecer e ainda correr o risco de ser preso! sim, nós estamos sujeitos a uma legislação perversa. Já passei muitas vezes por longas jornadas de trabalho, sem receber hora extra nem nada, apenas por capricho de um comandante. Não quero desmotivar os jovens que sonham em ingressar nas forças armadas, há alguns benefícios em contrapartida, mas não vão achando que os militares só cortam grama e jogam futebol o dia todo. NÃO! Somos chamados pra apagar incêndio na amazônia, recolher óleo nas praias do nordeste, matar o mosquito da dengue (tive o desprazer de participar desse evento), etc, etc, etc. e tem gente que ainda acha que ganhamos muito. É pq vcs não sabem o ambiente doentio que estamos inseridos. Os militares não são unidos, oficiais então, nem se fala. É um querendo fu$%¨¨#der o outro. Não me espanta que a taxa de abandono da carreira seja alta (menor agora em decorrência da crise). Eu não sei como sobrevivi a tudo isso, sem ter a menor vocação, deve ser por necessidade mesmo. 

Tudo isso vai desgastando a relação e por conta disso tudo (desculpa o desabafo) acabo acumulando e sacrificando boa parte do meu presente para que o futuro venha logo e eu possa dar uma bela continência com o dedo do meio pros meus superiores. Não vejo a hora desse dia chegar. Enquanto isso, sigo aportando e investindo.

É isso pessoal, vou tentar postar mais para não sumir desse espaço e trocar idéias com pessoas nobre ideais de conquistar a liberdade financeira. 




domingo, 4 de agosto de 2019

Atualização patrimonial: Julho/2019 - 405.952,76 (+2,5%)

Fala rapaziada!

De acordo com o costume da blogosfera, uma rápida atualização patrimonial.

Nesse mês de julho, obtive um ótimo rendimento geral da carteira: + 1,5%

Aporte (dinheiro novo) = + R$ 4.000,00

O patrimônio está dividido da seguinte maneira:


Vida pessoal

   Quem acha que, nós, poupadores e investidores não vivemos, estão enganados. Levo uma vida normal: saio todo fim de semana, vou a restaurantes, academia 4x na semana, jogo tênis sempre que posso (ou quando meu joelho me permite), viajo pelo menos uma vez por mês aqui no RJ pra alguma cidade do interior (petrópolis, búzios, ilha grande, etc) e ainda consigo fazer com que sobre dinheiro pra investir. 

   O segredo é levar a vida de forma equilibrada, por mais batida que essa frase possa ser, é a mais pura verdade. Vc não consegue percorrer uma longa jornada sem respirar e dosar sua energia. Engana-se quem acha que aportar 80 ou 90% do salário é a forma mais eficaz de se chegar na IF. Eu adoto a regra do 50/50: 50% para meu presente, 50% pro meu futuro. Simples, não é?

Um abraços a todos e uma ótima semana!


quinta-feira, 27 de junho de 2019

Atualização patrimonial: Junho/2019 - 396.102,11 (+6,6%)


Fala povo da blogosfera financeira!

Vamos a mais um capítulo da novela, em busca da independência financeira.

Nos capítulos anteriores, relatei que vendi meu imóvel que havia comprado num leilão. Recebido o sinal de 25 mil na minha conta corrente e o restante de 140 mil já se encontra numa conta poupança da Caixa em meu nome, pois o comprador optou pelo financiamento imobiliário. A caixa só libera o dinheiro, após o comprador levar a registro no registro de imóveis, o que deve demorar uns 30 dias. Como vcs puderam acompanhar no meu blog, havia computado no meu patrimônio 150 mil referente ao imóvel e de fato o vendi por 165 mil, assim, o patrimônio subiu bastante esse mês, de forma atípica. 

Foi uma venda difícil, e não pretendo voltar tão cedo em investimentos em imóveis. A economia do país não ajuda, e aqui na cidade do Rio de Janeiro, há muita oferta e pouca procura, cenário tenebroso nessa área. Precisei suar frio, literalmente, e ter coragem para arriscar uma parcela considerável do meu patrimônio nesse tipo de investimento, arriscado por natureza (natureza jurídica, ou seja, tudo pode acontecer, vai entender cabeça de juiz). Quanto maior o risco, maior o retorno, e foi isso que aconteceu (graças a DEUS!),  assim obtive um retorno de 2,5% a.m. em 1 ano de investimento, o que considero um ótimo retorno em comparação com o mercado financeiro, em geral.

Analisando os números da minha carteira de ações e FII, uma boa valorização ocorreu, impactando positivamente o desempenho geral da carteira. Vamos aos números:



Vida pessoal

Tudo indo muito bem, estou aproveitando e curtindo a vida de maneira mais tranquila. Já precisei ralar muito na vida e estudar até dar dores nas costas, para concluir o curso de engenharia mecânica e passar num bom concurso na minha área de formação. Hj, estou feliz e prevendo mares tranquilos até a chegada da minha IF. Se tem uma coisa boa na estabilidade que o serviço público te proporciona é isso, certeza de que iremos ter uma vida de marasmo e tranquilidade financeira.

Relacionamentos

Curtindo a vida de solteiro, sem encheção de saco de esposa. Como já fui casado, posso falar com propriedade que é muito melhor ter uma namorada e ir levando do que casar e ter sua vida infernizada por um estranha, que no fim das contas, quem mais perde é o homem.

Esses dias mesmo, uma balzaquiana, capitão-tenente da MB, lá do meu trabalho, assim que ficou sabendo que eu era solteiro já veio em cima de mim toda se querendo, louca pra arrumar um pra casar. Eu, com mais de 30 anos nas costas, não cai nesse canto da sereia, apesar de ela ganhar bem e ser bonita. Não quero me casar e ter filhos tão cedo, estou evitando ao máximo problemas na minha vida.

Bom é isso, uma ótima semana a todos!

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Imóvel vendido!!

Após muita luta, suor e algumas decepções, consegui vender meu imóvel que adquiri num leilão. O mercado está tenso pra quem tem investimentos nessa área. Muitos anúncios, imóveis encalhados e a cada dia surgindo um sem número de apartamentos e empreendimentos imobiliários, o que faz a lei da oferta X demanda aplicar-se perfeitamente neste caso: A oferta supera a demanda, o que faz o preço cair.

                                         
Tive sorte, mas foi uma batalha mostrar o imóvel pra mais de 20 pessoas, e uma dor de cabeça com corretores espertos e imobiliárias cretinas querendo te enfiar a faca com taxas de corretagem absurdas

Foram mais ou menos 10 meses entre o anúncio e a assinatura do contrato de compra e venda, pouco tempo em comparação ao que ouvi por aí, de alguns com mais de 2, 3 anos encalhados. Como em qualquer negociação, precisei ceder para fechar o negócio, mas mesmo assim, em valores acima do que vinha contabilizando em meu patrimônio. Como disse pra vocês, não há problema em contabilizar imóveis em seu patrimônio, desde que seja abaixo do valor de mercado (10-15%).  

No geral, classifico como bom investimento, apesar da dificuldade em vender, consegui uma rentabilidade de 2,5% a.m., o que é ótimo, porém não se iludam, o investimento aqui não é pra qualquer um. 

Foi preciso ter muita coragem, disposição e um pouco de sorte. Coragem pq não é um investimento normal, vc faz um único e grande aporte inicial, o que gera uma concentração numa única classe de ativos, trazendo maiores riscos pra sua carteira. Disposição, pq vc vai ter que correr atrás de documentos para escritura e registro, advogados caso o imóvel esteja ocupado (risco jurídico), imobiliárias para anunciar, mais documentos para vender, etc. e no fim, caso tenha sorte de aparecer algum interessado, torcer para que ele não desista (pois são muitas ofertas, lembra?) e vcs possam fechar um acordo que te propicie um lucro aceitável. É preciso muita coragem em comprar/financiar um imóvel nessa economia zoada que atravessamos no momento. Como vcs podem perceber, são muitas variáveis que estão fora do seu controle, o que torna esse investimento arriscado, na minha opinião.

Ah, como eu gosto de ir em cartórios torrar rios de dinheiro pra encher os bolsos dos seus donos que não fazem nada e curtem sua IF em casa!


Até mais!

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Planilha de despesas mensais

   Todos nós sabemos da importância de um efetivo controle e detalhamentos dos nossos gastos para  ter uma exata noção no quê estamos gastando nosso salário (e nosso tempo. Lembrem: Estamos vendendo nosso tempo em troca de dinheiro). Uma simples planilha feita no Excel ou um rascunho de papel cumpre bem essa tarefa. 
   Para exemplificar um bom detalhamento, vou expor aqui meus gastos mensais e as justificativas de cada um deles, sempre levando em consideração o princípio da proporcionalidade e razoabilidade, tão fundamental nos dias de hoje, onde o que mais se vê são pessoas com atitudes extremadas, que querem nos induzir a ter comportamento financeiro semelhante ao deles, isto é, gastadores ou pão duros nível 7!

Detalhamento



Salário Liq.

Para começar, esse salário liq. (nós militares, chamamos de soldo) é de um capitão-tenente da Marinha do Brasil. Não é muito diferente das outras forças, mas há aqui alguns acréscimos de cursos que realizei (como mestrado). 

Aluguel + Condomínio

Atualmente morar sozinho, numa cidade como o Rio de Janeiro, gastar somente isso é quase um milagre, tendo em vista os altos preços praticados aqui. E não, não moro na favela gastando somente isso, mas tb não me dou ao luxo de morar na zona sul, por exemplo. Até poderia morar com meus pais num ótimo apartamento na zona sul, mas depois que vc passa dos trinta amigão, é uma vergonha essa atitude mesquinha (a não ser que seja por necessidade). Morar com os pais não é ser frugal, é ser sem noção mesmo. Não sei como existe blogueiros (e blogueira...rs) que falam isso sem a menor vergonha na cara.

Luz, gás, internet, mercado...

Esse é o preço da vida adulta. Ter responsabilidades. Não depender dos pais. Sair da asinha dos pais e largar a barra da saia da mamãe. Todos esses gastos estarão sempre lá, na planilha de uma pessoa independente. Gasto em torno de 100 reais de conta de luz (quase não fico em casa) e uns 40 reais de conta de gás (gás encanado, vc paga mesmo sem usar, se fosse botijão seria até menos). Mercado, eu procuro gastar em torno de 100 reais por semana, para uma pessoa, isso é razoável. E olha que costumo comprar mais proteínas, verduras e legumes, que são mais caros que carboidratos como pães e biscoitos.

Plano de celular

Poderia até economizar nesse quesito, mas a operadora que tem o melhor sinal aqui na região onde moro é a Vivo. Já tentei economizar mas não deu. 

Combustível

   Com a gasolina custando 5 reais o litro (Rio de Janeiro), costumo economizar usando muito, muito minha motinha 150 cc. Gasto em torno de 40 reais por semana com a moto e 100 reais por semana com o carro. Poderia economizar usando transporte público? Deus me livre!! De vez em quando utilizo Uber, quando surge aquelas promoções no app. A vantagem de utilizar o Uber é não ter que pagar estacionamento e aturar flanelinhas malas.

Academia

   Utilizo aquela academia que está listada na bolsa de valores mas que ninguém quer comprar suas ações, SMFT. A academia é muito boa, os aparelhos são sempre novos e bem cuidados, a climatização é muito boa, meu plano permite usar qualquer unidade da Smart, enfim...não tenho do que reclamar, até acho que pago barato pelo serviço. Como pretendo viver muito depois de atingida minha aposentadoria financeira, cuido da saúde muito bem. Vou em média de 3 a 4 vezes por semana puxar ferro. Imagina ter o mesmo destino do finado VDC? Seria uma ironia e um argumento forte pra turma dos carpe diem. 

Compras no cartão de crédito

   Sempre tem alguma coisa que queremos e precisamos comprar. Não por impulso ou consumismo, mas por necessidade mesmo. Uma camisa nova, uma roupa de cama nova, uma geladeira, pois a antiga quebrou, enfim... coisas úteis.

Gastos extras/emerg.

   Vou usar uma frase clichê: merdas acontecem! Sempre tem um fdp que bate no seu carro, uma tubulação que estope na sua casa, umas formigas que sobem pelas paredes, uma gripe que te obriga a comprar remédios...290 reais está de bom tamanho para mim, caso não utilize, o saldo acumula com o do mês que vem, aumentando, assim, minha zona de segurança nessas despesas inesperadas.

Gastos em lazer e jantares fora de casa

   Até poderia economizar insanamente ficando em casa, comendo miojo todo sábado a noite e esperando a morte chegar. Mas essa atitude seria saudável? Como ficaria meu psicológico quando atingisse a IF? A dica que sempre tento passar é levar a vida de maneira frugal, mas com equilíbrio.
   Gasto em média uns 120 reais por semana em restaurantes/bares, uns 30 reais em cinemas/shows, uns 12 reais com estacionamentos...Esse é o custo de não ficar em casa no fim de semana. E isso, é pq eu sou muito, mas muito econômico. Seleciono e pesquiso os lugares antes de ir.

Vou ficando por aqui, desculpem se o post ficou longo, tentei resumir ao máximo.

Abraços!

terça-feira, 23 de abril de 2019

Cuidado com o que lê na blogosfera!

Olá caros leitores,

Venho hoje aqui trazer um esclarecimento, a título de informação, que tem gerados muitas dúvidas entre os menos esclarecidos a respeito da contabilidade do patrimônio. Devemos incluir carro e/ou imóveis no patrimônio Líquido? Para responder a essa dúvida (e de maneira alguma isso é uma polêmica) vamos recorrer a Contabilidade. Quem nunca estudou Contabilidade, recomendo, pois, além de nos ajudar a analisar os balanços de uma empresa, nos traz luz sobre essa questão.


Da figura acima, podemos ver que a Contabilidade divide os ativos em circulante e não circulante (de uma pessoa física, jurídica, etc). Podemos ver que no ativo não circulante (não realizável no curto prazo, simplificadamente) encontramos a classificação imobilizado, que é onde se contabiliza os valores de imóveis, veículos, etc.

Art. 179. As contas serão classificadas do seguinte modo: IV – no ativo imobilizado: os direitos que tenham por objeto bens corpóreos destinados à manutenção das atividades da companhia ou da empresa ou exercidos com essa finalidade, inclusive os decorrentes de operações que transfiram à companhia os benefícios, riscos e controle desses bens; (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)

Assim, classificam-se no imobilizado direitos que tenham por objeto bens corpóreos destinados à manutenção das atividades da companhia como, por exemplo, os terrenos, edificações, máquinas e equipamentos, móveis e utensílios, veículos.

Obs. 1: Quem tem um alto patrimônio (>10 milhões, por exemplo), um carro e/ou imóvel representa uma porcentagem bem pequena do mesmo, poderá "se dar ao luxo" de omitir essa parte "insignificante" do mesmo. Já quem tem um patrimônio menor que 1 milhão de reais (a maioria dos meros mortais brasileiros)...porquê não contabilizar?
Obs. 2: Se o seu carro/imóvel é financiado, é só lançar (respeitando o princípio da prudência) da seguinte forma: 
 Valor do Bem = VM - SD

VM = Valor de mercado, o menor valor possível dentre o seus pares
SD = Saldo devedor




Até mais!

domingo, 31 de março de 2019

Atualização patrimonial: Março/2019 - 361.946,11 (+6%)

Fala pessoal!

Vamos a mais uma atualização patrimonial. 

Investimentos 

Mês de março não foi muito bom pra quem esta posicionado em ações, principalmente por conta das expectativas negativas em relação a reforma da providência. O que segurou mesmo as perdas do mês foram os investimentos em FII e renda fixa, apesar desta ter tido um desempenho pífio. Pra quem tem receio em investir em FII, por favor, olhem com mais atenção para essa classe de renda variável. São ótimo instrumentos não só pra quem busca diversificação do portfólio da carteira como também pra quem deseja obter boa rentabilidade. Possuo alguns fundos que já acumulam rentabilidade histórica de +40%, isso em menos de 1 ano. 

Rentabilidade do mês: + 0,4%

Aporte do mês: R$ 19.000,00 

Aporte atípico por conta de ter gozado férias nesse mês, mas foi só umas férias fictícias, pois estou cursando mestrado e não tenho férias no meio do ano, só algumas pausas de semanas no início e no meio do ano. Em relação ao mestrado, sem novidades, apenas digo que é a maior chatice do mundo, pensem bem antes de entrar numa fria dessas, tem que ter saco pra ler muito artigo e teses, escrever artigos e textos resumos, a própria dissertação e muitas, muitas horas de encontros com o orientador non sense. 

Vida pessoal 

Estou vivendo minha melhor fase nesse quesito. Com a liberação do trabalho, estou experimentando uma semi IF, sem hora pra acordar, sem encheção de saco de chefes malditos, sem aprisionamento por conta das longas jornada diária de trabalho (apenas um leve prisão de assistir aulas). Quem experimenta esse modo de vida não quer saber de outra coisa, não há vida sem IF! Vc percebe a vida com outros olhos, sente o cheiro e o gosto de tudo com muita mais alegria e leveza. Meus amigos, o estresse e a correria realmente matam as melhores sensações que a vida pode proporcionar. Não me preocupo nem com relacionamentos (outra forma de aprisionar um homem).


Eu, experimentando uma semi IF



Até mais, campanhas!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Atualização patrimonial: Janeiro/2019 - 333.785, 80 (+3,0%)

Fala povo da blogosfera financeira, vamos a uma rápida atualização patrimonial.

Para não ficar uma leitura chata e muito demorada vou fazer essas atualizações colocando apenas a rentabilidade do mês, o patrimônio total (que já está no título) e o aporte de dinheiro novo. De vez em quando vou divulgar a composição do meu patrimônio e como ele está dividido. Vou fazer assim, pois nem todo mundo se interessa pela forma como cada investidor aloca seu dinheiro. 

Acredito que a maioria aqui vem pelas informações de estilos de vida frugal, formas de economizar e estudos de renda variável. A atualização divulgada todo mês acaba se tornando uma mera formalidade, ainda mais pra quem não participa (e nem gosta) de rankings de patrimônio (corrida maluca).

Dinheiro novo (Aporte) = R$ 5.500,00
Rentabilidade do Mês = + 1,3%

Considerações

Grande parte dessa valorização ocorreu devido a swing trade, operando com bons ativos, nada de ações de empresa que não tem bons fundamentos. FII também performaram muito bem nesse mês. Vamos aguardar até onde vai essa maré de bons ventos na renda variável, estou comprando ainda, porém com menor apetite do que antes. Abraços e bom fim de semana a todos!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Qual é sua vocação ?

Todos nós fizemos pelo menos uma vez na vida essa pergunta, mas será que temos a clareza do sentido dessa palavra ?

Vocação origina-se do verbo latino voco, vocare, que quer dizer "chamar".  Uma pessoa que faz alguma atividade por vocação o faz por algum motivo, por um chamado de alguma entidade superior: Deus, a Humanidade ou por algum sentido na vida.

Quando alguém nos faz uma pergunta um tanto indiscreta: se fazemos algo por dinheiro ou por prazer e a nossa resposta é nenhuma das duas então podemos chamar isso de vocação. É claro que podemos fazer algo por prazer, e ainda ganhar dinheiro com isso (o melhor dos mundos), mas não é a principal motivação de alguém que trabalha em algo por vocação: prazer e/ou dinheiro são secundários.

Podemos descrever algumas atividades que exigem vocação ? 

Sim e não. explico: o que para uma pessoa pode ser vocação, para outra pode ser uma atividade profissional cujo único motivo é dinhero/prazer. Difícil entrarmos num consenso geral sobre esse assunto, mas de um modo bem simplificado vou exemplificar algumas profissões:

- Médicos e enfermeiros (vocação com a humanidade)
- Militar, incluindo policiais e bombeiros (vocação para com seu país e nação)
- Sacerdócio nas igrejas católicas e demais religiões (vocação religiosa)
- Professores 
- Pais de família

Por qual motivo estou tocando nesse assunto tão delicado?

É fácil perceber como as pessoas hoje em dia tem entrado num imediatismo materialista, escolhendo profissões e atividades que lhes convém e não por outra motivação além do dinheiro/prazer. De acordo com alguns, vamos todos nos tornar médicos, por que dá dinheiro e podemos chegar mais rapidamente na IF ou na riqueza plena! Ou vamos todos nos tornar empresários de sucesso, assim por diante, nessa total alienação e desorientação vocacional.

O que as pessoas não entendem é que a vocação é algo que fazemos de todo coração, como se fosse a coisa mais importante do mundo para nós, algo que fazemos mesmo que advenha prejuízos materiais e aborrecimentos. Por isso que nem todos podem ser médicos de hospitais públicos, tendo que enfrentar longas jornadas de trabalho, salários baixos em comparação com colegas da sua classe, falta de recursos e más condições de higiene. O mesmo podemos dizer dos militares, policiais e bombeiros militares, enfrentando os perigos inerente às suas profissões, com falta de verbas e equipamentos, sacrificando suas próprias vidas em prol da população brasileira, sem direitos à greve ou jornada de trabalho de 40h semanais.

Por fim e para não me estender muito nesse post, gostaria de dizer que assim como a fé em Deus e a esperança de uma vida melhor, a vocação é o alicerce fundamental do chamado sentido da vida, assunto de um outro post  talvez. Abraços




“Enquanto fazemos da felicidade uma meta, não podemos alcançá-la.
Quanto mais a almejamos, mais ela se distancia. Esse fato é mais evidente
em casos de neurose sexual, pois são justamente aqueles homens que se
esforçam por demonstrar a sua potência que vivem atormentados pela
impotência. Quanto mais uma mulher tenta demonstrar, pelo menos para si
mesma, o quanto é capaz de sentir um orgasmo, mais propensa ela está à
frigidez. Mas quando você não pensa em prazer ou satisfação, mas simplesmente
se entrega, seja na vida sexual, seja no trabalho, seja no amor, quando não mais
se preocupa em ser feliz ou bem-sucedido, então a felicidade se instala por si
mesma.”  - 
Viktor Frankl

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

1 ano de blog

Salve leitores da blogosfera!

    Há 1 ano atrás, comecei a escrever sobre minha jornada rumo a independência. Como o tempo passa rápido! Não sei se é por causa do ritmo de vida contemporâneo que estamos levando, com a agenda lotada de compromissos, ou se é por causa de um sentimento: querer que o tempo não passe muito depressa. Ao contrário de muitos que querem chegar logo ao topo da caminhada, eu penso diferente, gosto de apreciar o caminho, adquirir conhecimento, aproveitar a juventude que ainda me resta. Quero ser feliz agora! sem essa de só vou ser feliz quando chegar no patrimônio X ou Y. Isso é consequência, uma exteriorização do seus esforços e conhecimentos em acumular patrimônio.
    Recentemente tive uma discussão com um amigo (empreendedor) que tem uma visão um pouco torta da realidade. Pra ele, apenas dinheiro trás felicidades e de nada adianta um homem cultivar conhecimentos e diplomas se isso não se traduzir em mais dinheiro. Oras, o conhecimento nem sempre nos leva a uma finalidade prática e imediata. Como a história nos ensina, ás vezes são necessários anos para que o desenvolvimento de alguma tecnologia possa ser viabilizada, colocando os conhecimentos empíricos em prática. Essa visão dos empresários é muito comum aqui no Brasil, representando desprezo pelo conhecimento (e até um certo orgulho!).
    Não vou nem entrar no mérito de que conhecimento nos liberta e trás satisfação intelectual (ou espiritual). Pelo menos pra mim, é como uma necessidade, uma busca inerente a minha condição de ser humano. Um desejo nato por conhecer e, a cada dia, saber o quanto eu era ignorante por determinado assunto. 
    Posso afirmar com toda certeza, que meu dinheiro não trás satisfação semelhante, eu olho pra tela do computador, e vejo apenas números, nada mais que isso. Sem dúvida que, a partir de um determinado número (bem alto por sinal), a nossa mente fica mais tranquila, a respeito de uma segurança financeira, afinal de contas, todos nós estamos aqui perseguindo esse número, essa barreira psicológica que nos prende ao trabalho. Refletindo um pouco mais, veremos que sempre haverá um risco de se aposentar cedo demais: inflação desenfreada, suas ações despencando, seus fundos administrados por um péssimo gestor, grandes crises mundiais, e pq não, guerras! Como remédio para esse mal devemos diversificar e investir com base em nosso próprios conhecimentos e não delegar aos outros essa importante tarefa.
    Portanto caros leitores, desejo a todos muitos conhecimentos em 2019, desejo que tenham o hábito da leitura de bons livros (ainda são a principal forma de adquirir conhecimento) e que coloquem em prática esses conhecimentos e compartilhem conosco seus valiosos ensinamento, tanto em finanças como em qualquer outro assunto. Vou tentar fazer o mesmo por vocês.

Abraços e até mais!

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Atualização patrimonial: Novembro/2018 - 319.028,93 (+2,7%) e algumas observações

Fala Pessoal!

Vamos a mais uma rápida atualização patrimonial. Esse mês o aporte foi maior do que o de costume em virtude da ocorrência do 13° salário. Recebi apenas metade do 13, pois no início desse ano adiantei a outra metade para fins de investimento. Por qual motivo deixaria o dinheiro parado se posso adiantar e investir ?

Aporte do mês (dinheiro novo) = R$ 7.000,00

Assim, o patrimônio líquido está dividido da seguinte forma:



OBS: Só lembrando que carros e imóveis são lançados na coluna ATIVOS. Dívidas e compromissos de curto e longo prazo, são lançados na coluna PASSIVOS. A diferença entre ATIVOS e PASSIVOS é o PATRIMÔNIO LÍQUIDO. Como não tenho dívidas de nenhuma espécie, meus ATIVOS = PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Comparações Infelizes

Já repararam como as pessoas fazem comparações da sua vida com as delas? Seus amigos com certeza te querem ver bem, mas não melhor que eles, isso vc já deve ter escutado, e tem um fundo de verdade na maior parte das vezes.

Odeio esse sentimento de inveja que impregna as pessoas e a mim tb, por que não? Sou humano, e estou suscetível a isso. Porém, não devemos nos entregar a esse pensamento tão pernicioso. Isso deixa a vida mais amarga e mata as suas pequenas vitórias. 

Vamos supor que vc tenha um patrimônio (ou o que quer que seja, a fim de comparação) de 100K. Vc lutou, batalhou e deu um duro no trabalho para alcançar esse belo número. Daí vc olha o patrimônio de outras pessoas, de 3 Milhões e logo conclui que está mal, muito mal EM COMPARAÇÃO com os outros. Está errado pensar assim ! Percebam que vc foi do céu ao inferno apenas mudando sua perspectiva.

Como regra geral não devemos nos comparar aos outros. A única comparação totalmente válida e positiva é nos comparar a nós mesmos. Essa comparação é boa até quando estamos saindo do caminho, pois no dá um puxão de orelha pra voltarmos ao que era antes e continuar firme na luta.




Um abraço a todos!

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Atualização patrimonial: Outubro/2018 - 310.548,42 (+1%)

Saudações meus amigos!

Seguindo com  mais uma atualização patrimonial. Gostaria de falar de mais assuntos e ter mais tempo para escrever, mas o mestrado e meus projetos pessoais estão tomando bastante meu tempo. Nos investimentos, boas notícias pra quem esta posicionado em renda variável, isso já demonstra claramente que não devemos ficar somente em renda fixa.

Aporte do mês: R$ 4.680



Ações e FII

Sigo aportando e reinvestindo em boas empresas com sólidos fundamentos. Um detalhe importante que eu recomendo (apesar de não ser especialista, já li vários livros sobre o tema ações) é sempre, sempre, olhar o preço das ações que pretende comprar e ter o mínimo de critério ao decidir se o preço esta justo, sobreavaliado ou subavaliado pelo mercado. Não irei entrar em detalhes no critério que utilizo e qual o melhor (se é que isso existe). Lembrem-se: o mercado de ações não é uma ciência exata. A lógica nem sempre funciona aqui. 

Imóvel

Deu muito trabalho reformar o apartamento, mas valeu a pena. Agora estou entrando na fase da venda. Muitos corretores chatos tem me importunado nesse momento, pedindo altos valores de comissão. Fico me perguntado, pra que serve essa profissão de corretor de imóveis? 

Blog e perspectiva 

Vejo muitos blogueiros um pouco cansados de escrever, seja por falta de tempo, seja por falta de motivação. Estou entrando nessa fase também. Poucas pessoas na verdade se interessam por esse tema na vida real, e nesse pequeno espaço chamado por uns de blogosfera de finanças devemos nos incentivar mais a fim de não perder o foco, seja alcançar o mito da IF, ou realizar um sonho de trabalhar por menos dinheiro porém com mais qualidade de vida. Na verdade eu tenho me afastado um pouco daqui mas prometo participar mais, seja em comentários em blogs de colegas, seja aqui mesmo, contribuindo de algum forma com meus poucos conhecimentos.

Abraços!

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Atualização patrimonial: Setembro/2018 - 307.044,95 (+3,2%)

Olá!

Eu sei, sumi por uns tempos, mas não morri. Peço desculpas aos meus leitores, mas minha vida entrou numa correria bem intensa mesmo. A seguir, irei fazer uma rápida atualização patrimonial. Finalmente os 300k chegou !  Lembro que no início da minha caminhada, como sonhava chegar até aqui. Claro, falta muito pra chegar onde quero, mas temos que comemorar cada pequena vitória, pois foi conquistado com muito sacrifício. 

Meu patrimônio está dividido da seguinte forma:


Imóvel

Venho trabalhando intensamente na reforma do apartamento que adquiri em leilão. Minha estratégia aqui é bem simples: reformar e vender. Poderia, claro, vender sem fazer a reforma, porém, possivelmente teria dificuldades em vendê-lo ou encontrar muitas pessoas querendo pechinchar (e com razão) numa casa com muitas coisas pra fazer. Tive que arrancar todo o piso antigo (era um piso de taco, bem velho) e colocar um piso de cerâmica padrão. Consertei janelas de alumínio, troquei portas de madeira, vaso e pia quebrados, azulejos faltando nas paredes da cozinha, parte elétrica e hidráulica também tive que arrumar. 

O local parecia um cenário de guerra, quando entrei no imóvel pela primeira vez, senti um desânimo. Comprar em leilão é uma verdadeira caixinha de surpresas! Apesar de o imóvel estar desocupado (me poupando tempo e dinheiro com a desocupação), ele estava bem quebrado mesmo. Agora entendo o porquê do antigo proprietário ter abandonado o lugar.

No final de tudo, pintei todo o apartamento de branco padrão. O resultado ficou sensacional, comparado ao que era antes. Nessa reforma, gastei em torno de 10 mil reais, o qual não foi computado no patrimônio acima.  Agora é esperar as eleições terminarem para tentar vender com algum lucro. Caso não venda num horizonte de 1 ano, irei entrar com o plano B, que é alugar.

Que venha os 400k!!

Abraços a todos

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Atualização patrimonial: Julho/2018 - 294.471,97 (+0,3%)

Fala pessoal!

A blogosfera ainda esta sentido muito a perda do nosso colega VDC, espero que tenha sido uma história inventada por ele para se desligar e poder curtir em paz sua IF. Só acho (caso ele tenha realmente inventado essa história) que ele poderia ter falado aqui: Pessoal, vou sumir, já deu pra mim, cansei de escrever. Agora inventar essa história de que ele simplesmente foi vítima de mal súbito, de uma pelada de domingo (que ele nem comentava que praticava) ? 

Por outro lado, inventar uma mentira dessa vai contra tudo o que ele ensinava. Acumular patrimônio para poder gozar de uma aposentadoria tranquila. O que pensar quando alguém jovem morre assim desse jeito ? Bom, se a morte chegou para uma pessoal tão esforçada quanto ele, pra quê eu vou aportar e deixar de curtir a vida ? Não creio que era essa a intenção do VDC em seu último post: Estimular as pessoas a gastarem tudo pois podem morrer a qualquer momento.  

Fatalidades existem! Nunca saberemos a verdade e, pra mim, isso pouco importa. Sei que há um risco de eu nunca poder gozar meu patrimônio conquistado com suor durante todos esses anos de trabalho. Não devemos deixar de correr riscos, mas fazer o possível para minimizá-los. Já sabemos o que devemos ou não fazer (e comer) para ter longevidade na vida. Basta não cometer excessos em todos sentidos da vida.

Patrimônio

Segue no ritmo mais lento agora, por conta de que todo meu aporte foi revertido em obras no novo apartamento que adquiri em leilão. 

Vida pessoal e hobby

Tem apenas três meses que venho praticando tênis e estou amando esse esporte. Podemos gastar cerca de 600 calorias numa única partida. O esporte é muito competitivo e faz você aprender muito a lidar com pressão, controle emocional e corporal. 

No campo de relacionamento, sigo solteiro, firme e forte. Depois de um casamento, você não deseja mais nada, a não ser curtir a vida como o tio Charlie de two and half man. 

Mestrado

Mal comecei e não vejo a hora de terminar. Se tem uma engenharia que só fala de coisas óbvias, essa engenharia é a de produção. Como sou formado em mecânica, estou acostumado a analisar, raciocinar e calcular e resolver problemas práticos. Estudar produção é bla bla bla, sem fim, aliás, com um fim, dizer coisas que todo mundo já sabe.


Música boa do Di Ferrero!


Abraços e até mais!

sábado, 7 de julho de 2018

Atualização patrimonial: Junho/2018 - 293.494,48 (+15,8%)

Uma rápida atualização patrimonial:

Como relatei no post passado, adquiri em leilão (Extrajudicial, da Caixa) um imóvel com preço bem descontado. Mais da metade do meu patrimônio ficará alocada em um imóvel. A primeira pergunta que pode surgir é: Posso computar o valor de um imóvel no meu patrimônio?

Seria ingênuo não somar ao patrimônio de uma pessoa física seus imóveis e terrenos, uma vez que possuem valor e podem ser negociados e portanto, transformados em espécie. Se possuem liquidez, seria outra história, mas uma debênture, com vencimento em 10 anos, também não possui liquidez e muitos o lançam sem nenhuma dúvida, não é verdade?! Acho que a blogosfera já amadureceu nesse quesito, e, acredito eu, que já superamos aqueles antigos blogueiros que nada entendem de finanças e contabilidade.

Segunda pergunta: Como lançar um imóvel no patrimônio de forma racional e realística ? Não há um resposta definitiva a essa pergunta uma vez que é difícil fazer uma avaliação exata de um imóvel, porém podemos lançar com valor bem abaixo do valor de mercado. Explico: Valor de avaliação, 100 mil. Valor a ser lançado, 70 ou 80 mil. Simples assim, pois de fato colocaríamos um valor no qual não aceitaríamos negociar por um preço menor.

Dito isto, vamos ao que interessa. Meu imóvel, fica na cidade do Rio de Janeiro (uma das mais caras), possui dois quartos com dependência, dois banheiros, área de 70 metros quadrados, localizado num bairro de classe média pra baixa e o principal fator que me fez arrematar sem dúvida alguma, está desocupado. Valor de avaliação de 3 imobiliárias = 230 mil. Valor Venal da prefeitura = 187 mil. Valor que achei razoável lançar = 150 mil. Esse mês meu aporte foi todo gasto pagando ITBI, escritura e registro do imóvel, algo em torno de 10 mil reais foi parar nas mãos do governo e cartórios. Uma verdadeira máfia a serviço da burocracia insana e ineficaz.

Meu patrimônio está assim dividido:


Em números...



Investimentos:

De mal a pior, mas esse resultado foi pra todo mundo, tendo em vista que a bolsa caiu e os investimentos em renda fixa estão bem fracos também. Esse foi um dos motivos que me fizeram olhar com mais atenção outras formas de investimentos, como de leilões. Há muitas outras formas de ganhar dinheiro mais eficazes, seja negócio próprio ou até mesmo consultoria. Fica a dica pra quem quer dar uma turbinada no patrimônio.

Até a próxima, abraços a todos.

domingo, 1 de julho de 2018

Estréia no mundo dos leilões de imóveis

Fala pessoal, tudo bem ?

Já tem um tempo que venho pesquisando e lendo sobre como investir em leilões de imóveis. Confesso que num primeiro momento achei tudo muito complicado, obscuro e inseguro ao me deparar com o mundo dos leilões. Como tudo na vida, precisei de um tempo até me familiarizar com termos mais técnicos e após muitas leituras, ainda me encontro engatinhando nesse novo mundo. 

Não é fácil! Cheguei nessa conclusão. Ganhar dinheiro nessa operação será uma batalha, que pode demorar meses (ou até anos) e o grande risco aqui não é a desvalorização dos imóveis (menor peso) mas o risco jurídico. Explico: Demora do nosso judiciário. Mas antes de entrarmos nesse quesito, vou detalhar como eu fiz (e ainda faço) para coletar o máximo de conhecimento sobre o assunto.

Em primeiro lugar nada substitui a experiência pessoal. Existe dois tipos de conhecimento, o explícito e o tácito:

 "O conhecimento explícito, ou codificado, refere-se ao conhecimento transmissível em linguagem formal, sistemática, enquanto o conhecimento tácito possui uma qualidade pessoal, tornando-se mais difícil de ser formalizado e comunicado"


Sem entrar em detalhes mais técnicos, o que eu quero dizer é que há um componente tácito no mundo dos leilões. Você poderá ler infinitos artigos e livros a respeito que ainda assim não terá uma noção de todas nuances desse tipo de investimento. Não que o conhecimento adquirido através do livros seja descartável, em hipótese alguma, porém, somente lendo um livro, provavelmente não é o mais "seguro" a se fazer nesse tipo de investimento. Até porque o mundo dos leilões de imóveis é multidisciplinar. É preciso entender sobre direito imobiliário, mercado de imóveis a nível local, questões burocráticas, psicologia comportamental, negociação, vendas, análise de risco, economia do país, etc.


Não vou me alongar muito por hora. Apenas como um relato da minha própria experiência participei de dois leilões Extrajudicial da Caixa: um presencial e outro online. 

Presencial

Estava marcado para 15h, cheguei com 1 hora de antecedência, num local bastante inconveniente pois era muito distante do centro da cidade. Havia muitas pessoas no local e da enorme lista de imóveis, apenas 1 me chamou a atenção. Um dia antes, fui no local e conversei com a síndica e descobri que o mesmo estava desocupado. Já se tornou ainda mais atraente. Estimei um valor abaixo do valor de mercado do imóvel de aproximadamente uns 100 mil. O lance inicial era de 30 mil. Isso mesmo, uma pechincha. Estava disposto a dar lances até 50 mil. Mas aquele não era meu dia, os lances já beiravam 85 mil. Enfim, faz parte do jogo. Os lances entraram numa disputa insana entre dois participantes (havia outros imóveis que ocorreu fato semelhante, uma loucura). Quase o preço de mercado para um imóvel que constava como "ocupado". Como fui de carro, ainda paguei um estacionamento de módicos 45 reais por duas horas.

Vantagens do presencial: Aprendizado da dinâmica dos lances.
Desvantagens do presencial: Perda de tempo e dinheiro no deslocamento até o local, possível disputa entre os participantes uma vez que eles se olham!!


Online

Existe a necessidade de se fazer um cadastro e enviar documentos como RG, CPF e comprovante de residência, pelo menos três dias anteriores a data do leilão. Então, no conforto da minha casa e sem perder meu tempo estava dando lances. Acompanhava a transmissão ao vivo pelo Youtube. Entrei numa disputa e estava disposto a chegar até um valor X, então enquanto alguém da platéia dava um lance, eu, prontamente, cobria a oferta. Até que chegou um ponto (Graças a Deus) que o meu oponente desistiu e por fim, venci e arrematei o imóvel. Resumindo, adquiri um imóvel com valor 70% abaixo do valor de mercado. 

Vantagens do onlineNão há perda de tempo e dinheiro no deslocamento até o local, os participantes tem medo de entrar numa disputa com alguém "invisível" (minha opinião). Não é necessário possuir cheques, uma vez que pode pagar a comissão do leiloeiro através de depósito ou boleto bancário.
Desvantagens do onlinePode ocorrer perda de sinal e você ficar fora dos lances.

Conclusão

Apesar de ter lido bastante, o que eu adquiri de experiência participando dos leilões não é ensinado em nenhum lugar. Então recomendo a todos que tem interesse nessa área, ao menos a ir nesses eventos.

Bom fim de semana a todos!

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Atualização patrimonial: Maio/2018 -> 254.569 (+11%)

Fala pessoal, tudo bem?

Vamos a mais uma atualização patrimonial. Relatei no post passado, uma vitória na justiça sobre uma empresa que não teve escrúpulos ao negativar meu CPF juntos aos órgãos de proteção ao crédito. Ganhei a causa e um bom dinheiro que foi direto pra minha conta de investimentos. Por causa desse evento, esse mês, tive um grande aporte dividido da seguinte forma:

Aporte do mês (dinheiro novo) : R$ 6.000
Aporte do processo ganho na justiça: R$ 27.000
Aporte total: R$ 33.000

Como ainda não sei qual será o destinos desse recurso financeiro, provavelmente aplicarei na poupança para aguardar novas oportunidades na renda variável. Estou pesquisando novos caminhos de investimentos, principalmente na área de imóveis de leilões. Por causa disso, uma grande parte do meu patrimônio esta na poupança para que eu possa ter liquidez, quando eu arrematar um imóvel. Mas há um longo caminho ainda a percorrer, preciso destrinchar todas as nuances desse negócio que possui muita casca de banana no caminho. 

Não sei quanto a vocês, mas eu acho que todas as formas de investimentos (ações, FII, renda fixa) estão muito ruins, com rentabilidade muito aquém do desejado. Aliás, rentabilidade é uma coisa que definitivamente nós não temos controle. O que devemos fazer (pra nossa própria sanidade mental) é acompanhar a rentabilidade de tempos em tempos, e não de mês em mês, pois a volatilidade pode assustar os menos preparados psicologicamente, ou pode fazer as pessoas correrem mais riscos desnecessários em busca de maiores rentabilidades.

Vamos a apresentação do patrimônio:




Um detalhe foi que meu ativo imobilizado diminuiu, pois vendi a moto e o dinheiro foi pra minha conta poupança. Adquiri a moto por aproximadamente 8 mil e consegui vender (depois de dar um trato nela) com lucro por 9 mil. Isso é pra mostrar pro pessoal da blogosfera que veículos (assim como imóveis) podem (e devem) ser incluídos no patrimônio pois podem ser transformados em dinheiro em poucos meses (ou até dias). Fiquei com dó de vender, mesmo com lucro, pois ela era muito econômica, fez falta, ainda mais com essa greve que ocasionou falta e alta dos combustíveis. 

Minha moto era do tipo Naked, porém como eu sou alto, ficava muito encurvado e prejudicava minha coluna.  Teve dias que fiquei com uma baita dor lombar, me impossibilitando de jogar tênis. Estou agora querendo comprar outra, talvez eu pegue uma Yamaha Ténéré ou Honda CB 500x. Preciso de uma moto alta.

Fico por aqui, bom feriado a todos!

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Como ganhei R$ 27 mil na justiça

Termina hoje uma novela que já vem se arrastando por mais de 2 anos na justiça. Trata-se de um processo que eu movi contra uma empresa operadora de telefonia móvel. Tudo começou quando a dita cuja me ligou oferecendo um pacote de internet ultraveloz, no qual eu poderia utilizar por 1 mês grátis e caso não gostasse, era só cancelar que não teria problema.

Resolvi então testar essa internet ultraveloz por um preço convidativo. Claro que não me desfiz da internet que já vinham usando pois o teste poderia não ser satisfatório. Foi exatamente isso que ocorreu. Com apenas 3 dias, percebi que era uma porcaria o serviço que eles prestavam. O técnico demorou mais de 1 mês pra vir aqui em casa e no dia da instalação, houve um problema que nem ele conseguiu resolver. Já começou mal. Um dia depois, a internet estava funcionando, porém não dava pra assistir uma simples série no Netflix, era muito lenta. Isso lá em 2016.

Acabei ligando pra central de atendimento e cancelando o plano de internet, e óbvio, pedi o número do protocolo de cancelamento e guardei na área de trabalho do PC. Após 1 mês, eis que surge na correspondência da minha residência um boleto de cobrança. Liguei para central, informando o cancelamento e que não queria mais ser cobrado. O problema persistiu e mês após mês continuaram a chegar boletos com valores cada vez maiores. Até que por fim chegou uma carta que me deixou furioso, já que não estava ligando pra àqueles boletos, uma carta de aviso do SERASA informando que meu nome estava "sujo".

Foi o estopim para eu procurar a justiça e processar eles. Para que meu caso não ficasse muito tempo na lentidão da justiça comum, procurei o Juizado Especial Cível. Após o julgamento e decisão do Juiz ao meu favor, ganhei 8 mil reais (valores arredondados). Acontece que a empresa recorreu e o processo foi pra segunda instância. Novamente a empresa perdeu (isso tudo em muitos meses de lentidão). Como o Juiz, na sua sentença, condenou a ré (a empresa) a pagar multa diária de 50 reais para cada dia que meu nome ficasse negativado no SERASA, a empresa deveria me pagar os oito mil e correr para limpar meu nome.

De fato ela pagou os 8 mil, mas não limpou meu nome. Então resolvi peticionar uma multa de 10 mil reais pelo fato da empresa não ter acatado a decisão do juiz. Ganhei na 1 e 2° instância (óbvio, mais uma vez ela recorreu). Após mais de 1 ano e meio, ainda estava com nome sujo, o que vocês acham que eu fiz? Mais uma vez, taquei um nova multa! Agora a multa foi 9 mil. O juiz entendeu que eu estava correto (certamente), e o processo foi novamente para 1 e 2° instância e novamente a empresa levou ferro (fico me perguntando, se algum advogado foi demitido nessa empresa, tamanha incompetência).

Como os valores ficaram muito altos, fiquei com receio de não ver a cor do dinheiro, então, na minha última petição solicitei ao Juiz que expedisse um ofício ao SERASA para retirar meu nome dos registros (fiz o que os advogados daquela empresa deveriam ter feito há muito tempo). Com o ofício em mãos fui até o SERASA e limpei definitivamente meu nome (sujo há mais de dois anos!). Perceberam como eu poderia ficar nesse jogo indefinidamente? Quanto eu teria ganho nessa brincadeira?

Alguns dias atrás, recebi o mandado de pagamento, me dirigi ao Banco do Brasil e levantei os valores. Obrigado a todos os incompetentes dessa empresa, pois foi graças a vocês,  fiquei um pouco mais rico. 

Obs.: Não recomendo ninguém a procurar a justiça para ganhar dinheiro indevidamente (tem gente que vive disso). Recomendo sim, procurar seus direitos, caso sofra uma injustiça, como eu sofri. Quanto vocês acham que essa empresa fatura com cobranças indevidas ? Quantas pessoas que pagam e não procuram seus direitos ? Essa empresa, pelo menos de mim, não levou nada, muito pelo contrário.

Abraços!