quinta-feira, 12 de abril de 2018

Afinal, devemos precificar um negócio ou não ?

A idéia central do post que venho trazer aqui não é avaliar se um negócio é bom ou ruim (análise prévia e fundamental). É saber se podemos (e devemos) dar um preço em algum negócio que estamos nos tornando sócios (ou donos). Antes de falar sobre preço, vamos falar um pouco sobre avaliação de empresas.

Antes de falar sobre preço, pergunto a vcs, que faz um negócio ser bom ou ruim ? Em linhas gerais e sendo direto, devemos observar os seguintes aspectos da organização:

- A qualidade dos produtos ou serviços

- A fidelidade de seus clientes

- O valor da marca

- A eficiência de suas operações

- O talento de sua administração

- A força de seus concorrentes

- As perspectivas de seu negócio em longo prazo

Todas essas avaliações são palpites, estimativas e/ou previsões. Antes de começar a analisar o futuro de uma empresa, fundamental começar sua análise sobre o passado dela, debruçando-se sobres os balanços, que nos trazem muitas informações sobre a saúde da empresa.

De acordo com as premissas básicas sobre como avaliar uma empresa, vc chegou a conclusão que a empresa é muito boa. Agora, como podemos comprar bons negócios a preço de pechincha ?

Essa é a pergunta que todos nós deveríamos fazer. Vou mencionar um caso hipotético para exemplificar e tornar mais concreto nosso estudo sobre preço de um negócio.

Zé é o pipoqueiro da praça XV. Ele esta fazendo um bom dinheiro vendendo pipocas todos os dias (menos domingo, pois Zé vai a igreja). Ele faz dinheiro num negócio simples, mas que funciona. Para simplificar, Zé vende apenas um tamanho de pipoca de R$ 5. Para cada pacote de pipoca que Zé vende, ele tem um custo de R$ 2 por pacote (Incluindo gás, óleo, milho, pacote, etc.). Logo, ele lucra 3 reais por cada pacote que consegue vender. Em média, Zé vende uns 30 pacotes por dia. Porém Zé está cansado, ele pretende parar daqui a 5 anos.

Vendendo 30 pacotes por dia, obtendo lucro de 3 reais por pacote, em uma semana ele faz:
6 (dias) x 30 x 3 = 540 reais por semana. Em um ano (aproximadamente 52 semanas, pois Zé não tira férias), Zé faz 52 X 540 = 28.080 reais por ano. Até ele se aposentar são R$ 140.400,00.

Eu te pergunto: “Se o Zé oferecesse a vc metade do seu negócio, quanto vc pagaria ? Ou de modo mais simples, ele vai dividir metade do seu lucro da venda de pipoca com vc por 5 anos até ele se aposentar, mas ele quer seu dinheiro agora, quanto vc daria ao Zé ?

Estou vendo sair fumaça da sua cabeça.

Você sendo mais conservador ao estimar o futuro aposta que Zé não venda 30 pacotes por dia, mas 20 pacotes. Logo são 360 (20x6x3) reais por semana, 18.720 reais por ano, R$ 93.600,00 de lucro líquido até ele se aposentar.

- Vc daria então R$ 46.800,00 (93.600 dividido por 2) ao Zé ?

- Óbvio que não! Vou dar esse dinheiro para no fim receber o mesmo dinheiro, não faz sentido, melhor aplicar em títulos públicos.

- Entendo, R$ 46.800,00 é muito para pagar pela sua metade, mas e se ele oferecesse metade por 2 reais ? Vc compraria?

- Claro! Vc responderia.

- Então o negócio tem um preço justo entre 2 reais e R$ 46.800,00. Então quanto vc pagaria?

Vc abriu sua planilha de Excel (ou um simulador qualquer de um site confiável) e fez simulações, levando em conta que esse negócio tem um risco maior que um título público de 10% a.a., logo gostaria de ganhar algo em torno de 30% a.a. (ou 2,2104 a.m.) por 5 anos.

- Pagaria 12.600 reais !

Simulador do Banco Central

- Parabéns, vc é uma potência. Raciocinou de forma clara e objetiva.

Apesar de todos nossos cálculos, uma boa dose de intuição ainda devemos levar em conta, pois nem todas as informações estão ao nosso alcance. É difícil predizer o futuro. Se não podemos predizer os ganhos futuros de um negócio, então fica difícil (mas não impossível) fixar preço nesse negócio. Assim, os ganhos do próximo ano podem ter uma história completamente diferente. Devemos nos perguntar se a empresa tem ciclos ? Apresenta uma constância de lucros ?

Não entendo a filosofia de comprar periodicamente ações (ou FII) a qualquer preço (mesmo que a empresa seja boa). Não entendo essa mania de vários blogueiros comprarem ações de uma empresa todo mês, não se importando com o preço dela. Uma ação não esta cara pq subiu, nem barata pq caiu. Devemos analisa-lá qualitativamente e quantitativamente seus números dos balanços financeiros de pelo menos 10 anos anteriores.  Mas só isso também não basta, pois ainda devemos ter um método de precificação para comprar bons negócios a preço de pechincha. Um ótimo momento é quando o mercado está pessimista, quando estamos no meio de uma crise.

E vc ? Informa-se adequadamente para saber o que esta comprando (seja um negócio, uma ação de empresa ou um FII) ? Possui alguma norte sobre precificação ?



Abraços.

8 comentários:

  1. Fala HI, gostei muito como você abordou o assunto da precificação, ficou bem claro para entender.

    Se você puder falar um pouco mais sobre valuation eu me interessaria muito!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Futuro Engenheiro

      O assunto é muito interessante e vasto, existem ótimas bibliografias a respeito mas é pouco debatido aqui na blogosfera. Sabemos que preço importa, mas qual preço uma ação de uma empresa boa deixa de ser uma oportunidade de investimento?

      Pretendo falar mais sobre o assunto à medida que avançar nos estudos sobre o tema.

      Abraços

      Excluir
  2. Interessante a sua opinião sobre o assunto abordou alguns temas importantes sobre a qualidade da empresa e o preço dela.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dil, recentemente descobri seu blog e encontrei ótimos artigos. Continue com seu belo trabalho! Vou te acompanhar. Abraços

      Excluir
  3. Opa, por que Hank e não Gus?! rs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Grande Uó, uma honra por aqui. Me identifiquei mais com Hank da série, rs, por trabalhar para o governo e falar besteira, ás vezes, rs. Gus, apesar de um executivo bem sucedido, não é exemplo, seus negócios eram obscuros...Abraço

    ResponderExcluir
  5. Olá Hank,

    Eu costumo usar a fórmula mágica que abordo lá no blog para filtrar as empresas. Por hora vem apresentando bons resultados.

    Abraço e excelente abordagem!

    ResponderExcluir
  6. Fala Inglês!

    Vou dar uma coisa conferida lá no seu blog. Obrigado pelas palavras e abraço.

    ResponderExcluir