sexta-feira, 5 de junho de 2020

O velho discurso do politicamente correto

Histeria e mais histeria. Um policial branco mata um pobre homem negro. Como se isso não fosse realidade em muitas cidades brasileiras. A verdade é que a mídia escolhe certos discursos polêmicos para vender, apenas isso, e uma massa de anencéfalos continua comprando. Não vejo problema em querer lucrar, mas desse modo, só gera caos social e descrédito na forma como a mídia atua.

As leis que estão fazendo tornam a separação entre brancos e negros cada vez maior, vejam por exemplo o caso de cotas em universidades e concursos públicos. O discurso dos politicamente corretos é criar uma harmonia na nossa sociedade, mas o que mais escuto são ataques aos candidatos negros que usam a lei a seu favor para conseguirem vantagens, como se o cérebro deles fossem menos desenvolvido ou menos capaz. Criamos uma norma pra combater as injustiças do passado, mas gerando mais injustiças no presente e futuro, pois o geração atual de homens brancos não tem nada a ver com a mazelas sociais de séculos atrás. 

Sou absolutamente contra o preconceito de cor, sexo ou opção sexual, mas ao escolher uma mulher branca, da minha cor, para me casar e ter filhos, estarei sendo preconceituoso? Na minha opinião, não. Ao escolher um candidato filhinho de papai ou uma gostosinha para ser estagiária em detrimento de um candidato negro e inteligente, certamente aí esta o preconceito que deve ser combatido.

Muitas pessoas desconhecem a realidade dos policiais que precisam usar o instinto e a experiência ao se deparar com casos suspeitos e chamam, bovinamente, eles de preconceituosos. Quem sabe esse policial americano não estava cansado e estressado, e já devia ser o 20° negão que ele precisou usar a força (ou matam ele sem piedade) para domar um homem daquele tamanho ? Os agentes públicos são seres humanos e não robôs. Com certeza ele agiu com desproporcionalidade e precisa ser afastado e julgado pelo crime que cometeu. Mas daí toda uma sociedade (essa mesma sociedade, uma das mais racistas do mundo) se mobilizar por causa desse fato, me parece ser desproporcional, talvez até um ato da esquerda para gerar o caos e retirar do poder os Republicanos.

A nossa realidade brasileira não é muito diferente, escolhem casos isolados para vitimizar os negros e demonizar os brancos fascistas. O pior de tudo é que vejo muitos brancos adotarem tal discurso politicamente correto, como se eles fossem negros coitados. Um absurdo completo. 

Vivo num estado (RJ) onde há mais negros que qualquer outro no Brasil, tenho alguns ótimos amigos negros e obviamente não faço piadas com a cor da pele deles, isso seria de uma grosseria e crueldade sem tamanho. Procuro ser imparcial com todos, mas ao escolher uma mulher banca para me casar e ter filhos com ela, isso já seria um motivo para me chamarem de racista. Se eu acho que a miscigenação "estraga" a beleza de uma raça e me chamam de racista, então devo me misturar para ser "cool" ou bonzinho? Ah, vai a merda! Nada melhor que mandar esses esquerdistas pau no cu pra aquele lugar. Isso não tem nada a ver com preconceito, e sim com a manutenção da beleza da família. Mas se vc que é branco e gosta de uma asiática, tenho nada a ver com isso. Esta ai resultado dos seus filhos.


Qual é a primeira atitude que um negro tem ao adquirir algum valor ou recurso financeiro? Arrumar um namorada branca e loira. Patético, né? Não seriam eles próprios os mais preconceituosos?

Imagina a decepção do pai dessa menina

Se os negros querem chegar ao poder e serem respeitados, não é se vitimando que terão algum respeito numa sociedade que deveria valorizar o mérito e não o jeitinho. Os negros devem se impor e exigir respeito para concorrerem de igual com os brancos, adotarem menos atitudes criminosas, e educarem seus filhos a levarem um vida de lutas (pois, certamente muitos deles começam a vida em desvantagens financeiras) e, assim, adquirirem cada vez mais seu espaço na sociedade.

5 comentários:

  1. Sobre miscigenação, o Brasil deveria exportar, somos número 1. Pq será que o resto do mundo tá tão atrás nisso? Já sei, é pq o Brasil é o país mais racista do mundo. Não faz sentido? Parabéns, descobriu a técnica maluca desses anti qq coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre o Brasil ser racista, eu não sei nem me importo, mas eu sou racista por querer ter filhos da mesma raça que eu? Na minha opinião não, apenas um caso de seleção natural. Aliás, a mistura só enfraquece uma raça apesar de termos lido o contrário, vejo inúmeros exemplos de má formação de pais de cores diferente. Agora tratar uma pessoa sem o devido respeito só por causa da cor dela, isso eu acho um preconceito absurdo e merece ser punido.

      Excluir
  2. Moro no subúrbio
    Sou preto
    Quase todo mundo é preto aqui
    Nunca fui vítima de preconceito
    Mas tb tenho quase 1,90 de altura e pareço um armário andando
    O Brasil não é para amadores

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Scant!

      Então, apesar do meu texto ter parecido ser preconceituoso, eu não sou. Tenho amigos negros e vc é mais um.

      Sou branco, olhos claros e 1,85m. Sou o tal branco opressor na visão dessa sociedade nojenta. O que eu quero dizer é pararmos com esse mimimi de ah! fulaniho é negro! coitado dele. E os brancos homens que são pobres e/ou de família arruinadas/falidas? Que se dane, eles são os privilegiados, como dizem por aí.

      Vamos tratar os desiguais de forma desigual criando mais desigualdades? Eu, assim como vc, não vivemos na época da escravatura, mas seu reflexo ainda persiste, infelizmente a maioria dos negros são pobres também. O que eu quero dizer com isso: O próprio sistema capitalista irá de algum modo selecionar os mais competente e recompensar com ótimos salários/ganhos, e não um discurssuznho da velha esquerda que só cria mais separação entre brancos e negros. Espero que tenha entendido meu posicionamento. Um abraço.

      Excluir
    2. entendo seu texto
      minha família tem gente de tudo quanto é mistura
      por exemplo: minha irma (pai diferente) é branca, casada com um alemão e tem uma filha loira, minha sobrinha

      nunca me senti afetado pelo preconceito de cor - então pra mim não faz muito sentido

      depois que entrei no serviço publico federal (que tem gente de do tipo) e o salário disparou acima de 10k, aí continuou não me preocupando mesmo. sei que o preconceito existe, mas apenas tive sorte de ele não existir como um obstáculo na minha vida, mas só posso falar por mim mesmo

      dependendo de onde se cresce no brasil, existe preconceito de cor, de classe social, de formação intelectual etc - todos esses preconceitos são um atraso civilizatório, mas existem

      cara, o capitalismo não se preocupa com seres humanos. é cada um por si lá fora na selva. boas alianças politicas prevalecem sobre escolhas baseadas na competência. o puxa-saquismo venceu

      pessoalmente, não tenho solução paras as desigualdades

      "Vamos tratar os desiguais de forma desigual criando mais desigualdades? " creio que novas desigualdades são absorvidas naturalmente por um sistema desigual.

      estudos sociais demoram gerações para fazer sentido. daqui a 50 ou 100 anos talvez fique mais claro se cotas fizeram bem ou não

      abs!

      Excluir